Dia nacional da melhor idade!

MAIS NOTÍCIAS

Outubro/ 2018

A maior arte do amadurecimento pessoal é usufruir dia – a – dia de um conhecimento mais apurado da arte de viver.

O tempo nos traz a experiência de uma vida que deve ser vista com a oportunidade de adquirir conhecimentos ao longo de uma trajetória de altos e baixos, de ganhos e perdas, de entendimento em lidar com a vida com mais leveza e ter um futuro mais tranquilo.

Sabendo que a maioria dos idosos são tidos por mais cautelosos e mais prudentes no trânsito das grandes metrópoles, redobrando a atenção em consideração aos anos anteriores de suas experiências de vida.

E é analisando esse mundo que percebemos o quanto devemos respeitar e valorizar o próximo, e principalmente as pessoas da “Melhor idade”, que vem contribuindo com hábitos seguros para uma convivência harmoniosa.

Dados do IBGE mostram que “Em 2012, a população com 60 anos ou mais era de 25,4 milhões. Os 4,8 milhões de novos idosos em cinco anos correspondem a um crescimento de 18% desse grupo etário, que tem se tornado cada vez mais representativo no Brasil. As mulheres são maioria expressiva nesse grupo, com 16,9 milhões (56% dos idosos), enquanto os homens idosos são 13,3 milhões (44% do grupo).” e com essa crescente podemos dizer que são de grande importância na cultura da nossa nação.

E é por saber que o Brasil tem as mais diversificadas culturas e povos assim, que hoje a Vila Velha Seguros presta a sua homenagem à todas as pessoas que tem a oportunidade de compartilhar suas experiências e histórias que somente quem vive a “melhor idade” pode contar.

Algumas multas que você talvez desconheça

[+] NOTÍCIAS

Setembro/ 2018

Às vezes, atitudes que nos parecem inocentes por serem muito comuns podem render boas dores de cabeça e despesas. Alguns casos curiosos considerados infrações de trânsito podem gerar multa, além de outras penalidades.

ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

Um exemplo é transportar animais de estimação entre as pernas ou à esquerda do motorista – junto à porta – é infração média, passível de multa de R$ 130,16 e quatro pontos na CNH.

A mesma punição pode ser aplicada a quem dirige com o braço esquerdo para fora do carro ou usando calçados que não se firmam aos pés ou que atrapalham a utilização dos pedais.

DISTÂNCIA ADEQUADA

Outro hábito comum é “tirar” fina, mesmo que sem querer, de bicicletas que trafegam na rua. O CTB prevê que os motoristas conservem pelo menos 1,5 metro de distância entre o carro e o ciclista, como medida de segurança. O descuido também é infração média.

FAROL

Esqueceu o farol alto ligado, ou o acionou sem querer? Rodar em vias iluminadas com o facho alto ligado é infração média, com multa de R$ 88,38 e três pontos na carteira.

USO DA BUZINA

O uso inadequado da buzina também pode render multas. Buzinar entre 22h e 6h, em frente a hospitais ou onde houver sinalização de proibição, é infração média. Usar a buzina de forma prolongada gera multa.

PEDESTRES TAMBÉM LEVAM MULTAS?

Até punições para pedestres estão previstas no CTB. Atravessar túneis e viadutos, salvo em locais permitidos, pode gerar multa de 50% de uma infração leve, ou R$ 44,17.

OUTRAS INFRAÇÕES

  • Transitar com o alerta ligado é infração média. A sinalização deve ser usada apenas com o carro parado.
  • É proibido dirigir usando fones de ouvido de qualquer tipo. Flagra pode render multa de R$ 130,16.
  • Rodar com os faróis desregulados que incomodem outros motoristas é infração grave. Multa de R$ 195,23.
  • Parar com o carro a mais de 50 centímetros da guia é infração leve. Com mais de um metro a punição é grave.
  • Molhar os pedestres nas calçadas é considerado infração média e pode render multa.

Gostou da dica?
Continue nos acompanhando nas mídias e confira como podemos te ajudar a ficar cada vez mais seguro.

Instagram | Facebook

Os faróis do carro ficaram amarelados? Saiba o que fazer

[+] NOTÍCIAS

Agosto/ 2018

A maioria dos faróis automotivos são feitos de policarbonato plástico e, com o passar dos anos vão ficando amarelados. O efeito é perigoso e não interfere apenas na estética do automóvel, visto que diminui sensivelmente a eficiência do componente e, consequentemente, a visibilidade no escuro e a segurança.

A melhor maneira de evitar tais inconvenientes é realizar, de forma contínua, a limpeza dos faróis. Muitos não sabem, mas é possível eliminar o amarelado dos faróis de forma simples e econômica.

Continue lendo “Os faróis do carro ficaram amarelados? Saiba o que fazer”

Como solicitar sua habilitação eletrônica

[+] NOTÍCIAS

Julho/ 2018

Desde abril de 2018, está disponível para todos os motoristas do país a CNH-e, versão digital da Carteira Nacional de Habilitação, que traz todas as informações presentes na CNH convencional, incluindo foto, e um sistema de criptografia para garantir sua autenticidade ao ser apresentada a uma autoridade de trânsito.

A CNH-e precisa ser baixada no smartphone como outros aplicativos e, uma vez instalada no telefone, não requer acesso à internet para que possa ser consultada – por conta da criptografia, que exige um CPF digital, com validade legal, como o tradicional.

Continue lendo “Como solicitar sua habilitação eletrônica”

Como cuidar da pintura do carro no inverno

MAIS NOTÍCIAS

Junho/ 2018

O inverno pode ser uma estação bem complicada para o seu carro. Tomar alguns cuidados é fundamental para evitar problemas principalmente com a lataria. Para te ajudar nessa tarefa de cuidar do seu carro elaboramos um guia de dicas.

Um dos principais problemas do inverno para quem mora numa região onde as geadas são comuns é saber como retirar os seus resquícios do carro sem estragar a pintura do mesmo. A dica fundamental é nunca utilizar objeto pontiagudo para removê-la.

Durante a estação mais fria do ano a lavagem do veículo deve ser feita na sombra para que os raios do sol junto com os dos produtos químicos da lavagem não causem manchas na lataria. O carro somente deve ser lavado com produtos específicos para isso. Nunca usar detergente de cozinha, solvente ou querosene para lavá-lo.  Para fazer o enxague use algodão prensado.

Também é importante secar bem a lataria do carro para evitar que se formem manchas. O mais indicado é fazer o polimento a cada seis meses.

O excesso de polimentos e até aplicação dos produtos pode causar danos a pintura. Não exagerar nas lavagens e polimentos preserva muito mais a cor, isso vale para veículos de todas as cores, inclusive os brancos.

Fonte: IG

Saiba quem tem direito a comprar carro 0 Km com desconto de até 30%

MAIS NOTÍCIAS

Maio/ 2018

A isenção de impostos, procedimento que pode gerar até 30% de desconto na compra de carros 0km, é um benefício concedido a todos os indivíduos com doenças ortopédicas, neurológicas ou oncológicas.

Para o condutor nas condições acima, dirigir um carro normal gera risco para a saúde, podendo acarretar a piora do quadro atual, bem como colocar em perigo sua vida ou até mesmo de terceiros no caso da perda de direção do veículo.

Abaixo, listamos as etapas necessárias para a pessoa com deficiência conseguir a isenção de impostos na compra de um automóvel:

Laudo Médico – O primeiro passo para a compra de um carro com isenções previstas em lei, é ter em mãos um laudo médico que aponte a deficiência.

Exame em clínicas credenciadas pelo Detran – De posse do laudo, é possível fazer a mudança da Carteira de Habilitação.  A pessoa deve ir até uma clínica credenciada pelo Detran ou a uma autoescola especializada que acompanhe o interessado a uma das clínicas. A pessoa passa por um exame feito por dois médicos de especialidades diferentes, que avaliam se a pessoa tem necessidade de guiar um carro específico ou adaptado para sua deficiência.

Exame prático – Com a indicação de guiar um carro com uma configuração específica, o
interessado faz um exame prático de volante, aplicado pelo Detran, em um carro igual ao que ele deve usar se for aprovado.

Carteira de Habilitação – Depois de passar no exame prático, o motorista recebe a Carteira de Habilitação. Nela está discriminado o tipo de veículo que o condutor está apto a guiar.

Autenticação do Detran – Com a Carteira de Habilitação em mãos, o motorista retorna à clínica na qual ele passou pela perícia. São feitas sete cópias do laudo e mais seis da Habilitação, que são enviadas para um delegado do Detran autenticar.

Isenções de IPI e ICMS – Condutores de automóveis com necessidades especiais têm direito à isenção de alguns impostos na hora da compra do veículo. As isenções de IPI e ICMS devem ser requeridas antes da compra do carro.

– IPI: o pedido de isenção do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) é feito à unidade da Receita Federal mais próxima da residência do condutor, com documentos pessoais, a Carteira de Habilitação e um formulário disponível no site da Receita Federal. A isenção do IPI pode ser renovada a cada dois anos.

– ICMS: é a Secretaria da Fazenda de cada estado que dá a isenção do imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS).  Além de documentos pessoais e da Carteira de Habilitação, o condutor já precisa indicar o carro que vai comprar, por meio de uma carta da concessionária ou ponto de venda. A isenção do ICMS pode ser renovada a cada três anos e está limitada a carros novos, de fabricantes brasileiros, que custem até R$ 70 mil e não sejam utilitários.

Compra do veículo – O cliente leva as duas isenções à concessionária, onde se encomenda o veículo.

Isenção do IPVA – O condutor documenta o carro novo no Detran sem pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Em seguida, com cópia dos documentos pessoais, do veículo e nota fiscal de compra, dá entrada no pedido de isenção do IPVA e rodízio obrigatório. A isenção do IPVA vale durante todo o período em que o carro estiver em nome do mesmo condutor. Para finalizar o processo, cópias das isenções são levadas à Receita Federal e à Secretaria da Fazenda.

Veja algumas deficiências e doenças que dão direito a isenção de impostos na compra de veículos novos:

• Amputações
• Artrite Reumatoide
• Artrodese
• Artrose
• AVC (Acidente Vascular Cerebral)
• AVE (Acidente Vascular Encefálico)
• Autismo
• Alguns tipos de câncer
• Doenças Degenerativas
• Deficiência Visual
• Deficiência Mental (severa ou profunda)
• Doenças Neurológicas
• Encurtamento de membros e más formações
• Esclerose Múltipla
• Escoliose Acentuada
• HIV
• LER (Lesão por Esforço Repetitivo)
• Linfomas
• Lesões com sequelas físicas
• Manguito rotador
• Mastectomia (retirada de mama)
• Nanismo (baixa estatura)
• Neuropatias diabéticas
• Paralisia Cerebral
• Paraplegia
• Parkinson
• Poliomielite
• Próteses internas e externas (exemplo: joelho, quadril, coluna etc._
• Problemas na coluna
• Quadrantomia (relacionada a câncer de mama)
• Renal crônico com uso de (fístula)
• Síndrome do Túnel do Carpo
• Talidomida
• Tendinite Crônica
• Tetraparesia
• Tetraplegia

Para mais informações ou dúvidas, clique aqui.

Fonte:  Quatro Rodas | icarros | motor1

 

Motorista embriagado que causar acidente com vítima agora tem pena maior

MAIS NOTÍCIAS

Abril/ 2018

Com mudança na lei, delegado não poderá mais determinar fiança nesse caso. Código de Trânsito também passa a incluir ‘cavalo de pau’ e outras manobras radicais entre crimes.

Começam a valer nesta quinta-feira (19) as mudanças no Código de Transito Brasileiro (CTB) que aumentam a punição e diminuem as brechas para motoristas embriagados ou drogados que causarem acidentes com vítimas no trânsito.

Sancionada em dezembro passado, a alteração define que motoristas embriagados enquadrados na lei de trânsito por homicídio culposo (sem intenção de matar) cumpram pena de 5 a 8 anos de prisão, além de o direito de dirigir suspenso ou proibido.

Antes, a pena por causar acidente com morte era de 2 a 4 anos, o que permitia que o delegado responsável pelo flagrante estipulasse uma fiança, que poderia liberar o motorista imediatamente.

Com a elevação da pena, o delegado não pode mais determinar a fiança porque a lei permite isso apenas em crimes com pena máxima de 4 anos.

Prancheta 1

 

Agora, apenas um juiz poderá decidir pela liberdade ou não do motorista, seja por meio de habeas corpus, pedido de liberdade provisória ou de relaxamento da prisão.

Se for pego no bafômetro
Nada muda com relação a multas e punições administrativas ao motoristas flagrados embriagados, tenham se envolvido em acidente ou não.

A punição para quem for pego no bafômetro é multa de R$ 2.934,70, além da suspensão da carteira de habilitação por 1 ano. E é a mesma para quem se recusa a fazer o teste.

O bafômetro não é a única forma de constatar embriaguez: quaisquer sinais que indiquem alteração da capacidade psicomotora podem servir de prova pela autoridade no local.

‘Cavalo de pau’ vira crime
A nova redação da lei também transforma a “exibição ou demonstração de perícia” ao volante em crime, no mesmo artigo que fala sobre “corrida, disputa ou competição automobilística não autorizada”, os famosos “rachas”.

De acordo com advogados, essas exibições e manobras podem ser um “cavalo de pau”, acelerar muito cantando os pneus, empinar a moto ou qualquer manobra radical que crie alguma situação de risco.

Prancheta 1 cópia

Antes essas manobras agressivas sem vítimas estavam sujeitas apenas a multa (R$ 2.934,70) e suspensão da habilitação, mas agora o motorista também pode pegar prisão de 6 meses a 3 anos.

Em casos com feridos graves, a pena é de 3 a 6 anos de prisão. Se houver morte, a reclusão passa de 5 a 10 anos.

 

Fonte: G1

Vai comprar um veículo blindado? Veja as novas regras

MAIS NOTÍCIAS

Abril/ 2018

Desde agosto de 2017, carros blindados precisam obedecer nova regulamentação conforme a portaria nº 55 do Exército Brasileiro.

As principais alterações são a proibição na recuperação de vidros “delaminados” (quando as camadas do material começam a se deslocar uma das outras), a necessidade de o proprietário obter Certificação de Registro (CR) junto ao órgão, além de alterações na blindagem de veículos que possuem teto solar.

No que se refere à documentação dos blindados, anteriormente o proprietário de veículo blindado não precisava ter o Certificado de Registro (CR), apenas a empresa de blindagem. Com a nova regra, quem adquirir um veículo blindado, ZERO KM ou SEMINOVO, será exigida a apresentação do Certificado de Registro – CR (emitido pelo Exército Brasileiro) do COMPRADOR, seja este uma Pessoa Física ou Jurídica. O documento tem validade de três anos.

Se a compra for feita antes de providenciar a documentação, o proprietário poderá ter problemas com o prazo legal de transferência de propriedade e consequente incidência de multa e perda de pontos na Carteira de Habilitação.

No caso de carros com teto solar, o nível de proteção deverá ser o mesmo do restante do veículo e ele não poderá abrir.

Outro ponto da portaria do Exército é a proibição de reparação na blindagem.
Fica vetada a chamada “reautoclavagem”, que é a recuperação de vidros com bolhas ou delaminados – um processo natural que provoca o descolamento das camadas de blindagem. Todo vidro blindado um dia vai delaminar. Os de boa qualidade duram no mínimo 5 anos, sendo que alguns podem chegar a 10 anos.

Outra mudança é a inclusão do prazo de validade mínima da proteção no termo de responsabilidade. Todo material usado para se defender de armas de fogo, isso inclui os painéis usados na carroceria, vai se deteriorando e perdendo a capacidade ao longo dos anos.

Geralmente, uma blindagem de qualidade mantém o mesmo nível de proteção por 5 anos, mas existem produtos mais baratos, com menor durabilidade. As blindadoras deverão informar no papel qual é o prazo de validade ao proprietário.

Fonte: G1

Curiosidades sobre o Seguro DPVAT

[+] NOTÍCIAS

Março/ 2018

O DPVAT é um seguro obrigatório criado para indenizar vítimas de acidentes de trânsito causados por veículos automotores (ou seja, que têm motor próprio). Por essa definição, não se enquadram bicicletas, barcos ou aeronaves.

As indenizações são pagas individualmente para cada vítima e não há limite de vítimas a serem indenizadas em um acidente.

Continue lendo “Curiosidades sobre o Seguro DPVAT”

Novo modelo de placas para automóveis

[+] NOTÍCIAS

Março/ 2018

A partir de 1º de setembro, o Brasil passa a adotar, oficialmente, o padrão do Mercosul de placas para veículos. A decisão que regulamenta o novo modelo consta na Resolução nº 729 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN). A medida foi publicada no dia 8 de março pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Continue lendo “Novo modelo de placas para automóveis”