Vai comprar um veículo blindado? Veja as novas regras

MAIS NOTÍCIAS

Abril/ 2018

Desde agosto de 2017, carros blindados precisam obedecer nova regulamentação conforme a portaria nº 55 do Exército Brasileiro.

As principais alterações são a proibição na recuperação de vidros “delaminados” (quando as camadas do material começam a se deslocar uma das outras), a necessidade de o proprietário obter Certificação de Registro (CR) junto ao órgão, além de alterações na blindagem de veículos que possuem teto solar.

No que se refere à documentação dos blindados, anteriormente o proprietário de veículo blindado não precisava ter o Certificado de Registro (CR), apenas a empresa de blindagem. Com a nova regra, quem adquirir um veículo blindado, ZERO KM ou SEMINOVO, será exigida a apresentação do Certificado de Registro – CR (emitido pelo Exército Brasileiro) do COMPRADOR, seja este uma Pessoa Física ou Jurídica. O documento tem validade de três anos.

Se a compra for feita antes de providenciar a documentação, o proprietário poderá ter problemas com o prazo legal de transferência de propriedade e consequente incidência de multa e perda de pontos na Carteira de Habilitação.

No caso de carros com teto solar, o nível de proteção deverá ser o mesmo do restante do veículo e ele não poderá abrir.

Outro ponto da portaria do Exército é a proibição de reparação na blindagem.
Fica vetada a chamada “reautoclavagem”, que é a recuperação de vidros com bolhas ou delaminados – um processo natural que provoca o descolamento das camadas de blindagem. Todo vidro blindado um dia vai delaminar. Os de boa qualidade duram no mínimo 5 anos, sendo que alguns podem chegar a 10 anos.

Outra mudança é a inclusão do prazo de validade mínima da proteção no termo de responsabilidade. Todo material usado para se defender de armas de fogo, isso inclui os painéis usados na carroceria, vai se deteriorando e perdendo a capacidade ao longo dos anos.

Geralmente, uma blindagem de qualidade mantém o mesmo nível de proteção por 5 anos, mas existem produtos mais baratos, com menor durabilidade. As blindadoras deverão informar no papel qual é o prazo de validade ao proprietário.

Fonte: G1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s